Você está aqui: Página Inicial / Institucional / Notícias / Vereadora Beth Consolo pede medidas de precaução com o Ebola

Vereadora Beth Consolo pede medidas de precaução com o Ebola

por imprensa — última modificação 08/12/2015 09h15
Sendo constantes seus trabalhos preventivos na área da saúde, a vereadora Beth Consolo abordou um tema que está em grande evidência na mídia nacional e mundial nas últimas semanas, por se tratar de uma doença de difícil combate, principalmente nas comunidades mais carentes. É o caso do vírus Ebola, classificado como uma zoonoses.

 Ela ressaltou que “diante da gravidade e urgência do tema”, a indicação dessa terça, dia 19, requer que a Secretaria Municipal de Saúde faça ampla campanha de divulgação e prevenção sobre o Ebola, com diversificado material informativo, panfletagens e palestras.

Além disto, a vereadora quer que a Secretaria Municipal de Saúde procure se adequar às determinações da ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária). Ela citou como exemplo o Porto de Santos que acatou a determinação de em caso de suspeita de contaminação pelo Ebola, o paciente seja imediatamente encaminhado ao Hospital Emílio Ribas, na Capital.

A doença

Ebola é uma febre grave do tipo hemorrágica, transmitida por um vírus do gênero Filovirus, altamente infeccioso, que desenvolve seu ciclo em animais. Há cinco espécies diferentes desse vírus que recebem o nome dos locais onde foram identificados: Zaire, Bundibugyo, Costa do Marfim, Sudão e Reston. Este último não foi identificado em humanos.

A doença ée classificada como uma zoonoses. Embora os morcegos frutívoros sejam considerados os prováveis reservatórios naturais do vírus Ebola, ele já foi encontrado em gorilas, Chimpanzés, Antílopes e porcos. Os especialistas defendem a hipótese de que a transmissão dos animais infectados para os seres humanos ocorra por meio do sangue e de fluidos corporais, como sêmen, saliva, lágrimas, suor, urina e fezes.

Tratamento

Não existe tratamento especifico e nem vacina para combater o vírus Ebola que infecta adultos e crianças sem distinção. O único recurso terapêutico contra a infeção causada pelo Ebola é oferecer medidas de suporte, como reposição de fluidos e eletrólitos, hidratação, controle da pressão arterial e dos níveis de oxigenação do sangue, além do tratamento das complicações infecciosas que possam surgir.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Bertioga - 22/08/2014

Banners

 

Mídias Sociais

   YoutubeFlickr

Audiências Públicas

Regularização Fundiária - 23/06/17

Segurança Pública - 30/06/17

 

  Ambulantes - 25/10/2017
Outros vídeos
Pesquisar no LexML
Logotipo do LexML - Rede de informação legislativa e jurídica